Saiba como o informe de rendimentos pode te auxiliar na declaração do IR

Informe de rendimentos: Saiba como o documento pode auxiliar na declaração do IR O informe de rendimentos pode ajudar no momento de declarar os ganhos à Receita Federal.

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Informe de rendimentos: Saiba como o documento pode auxiliar na declaração do IR

O informe de rendimentos pode ajudar no momento de declarar os ganhos à Receita Federal.

Já nos primeiros meses do ano, o Imposto de Renda volta à discussão. É comum que contadores e contribuintes busquem novas regras da obrigação, erros comuns, formas de declarar e até o informe de rendimentos.
Basicamente, um informe de rendimentos é um documento que mostra quanto uma pessoa física recebeu e ganhou em certo período de tempo. Entram no documento ganhos como:
– Rendimentos de uma aplicação financeira (o quanto se ganhou com ela);
– Salários;
– Pensões;
– Aposentadoria;
– Bônus, entre outros.
Também podem ser especificados os pagamentos que foram efetuados pelo contribuinte, como uma instituição de ensino, por exemplo.

Informe de rendimentos

O informe de rendimentos é um documento que detalha o quanto uma pessoa recebeu em valores monetários em um determinado período – normalmente, no período de um ano, entre os dias 1 de janeiro e 31 de dezembro.
Esse documento pode ser emitido por:
– Instituições financeiras (como bancos, corretoras de investimentos, seguradoras) onde a pessoa tiver conta, detalhando seus ganhos ao longo do ano;
– Empresas de qualquer tipo, detalhando os rendimentos de seus funcionários – salários, bônus, benefícios, décimo terceiro salário, etc;
E pelo INSS, informando o quanto aposentados e pensionistas receberam e ganharam naquele ano.
Na prática, o objetivo do informe de rendimentos é especificar os números exatos de ganhos (e rendimentos, como o próprio nome sugere) que a pessoa teve naquele período e que ela deverá informar na declaração do Imposto de Renda.

Imposto de renda

A declaração do Imposto de Renda é o momento em que o governo faz uma checagem do quanto cada pessoa recebeu e gastou naquele período e se as suas contribuições com o IR estão corretas. Por isso, os valores devem ser exatos e especificados.
As categorias ou tipos de gastos informados em cada tipo de informe de rendimento variam conforme a sua finalidade. Em outras palavras: todos os tipos de informe de rendimentos informam o quanto você recebeu em determinado período, mas alguns podem servir, por exemplo, para indicar o quanto você fez de pagamentos a alguma instituição, empresa ou organização não-governamental.
Os informes de rendimentos até classificam os ganhos em diferentes “tipos”. Num informe de rendimentos emitido e enviado pela empresa empregadora, por exemplo, constam:
– Rendimentos tributáveis, deduções e imposto sobre a renda retido na fonte – aqui, entram salários e férias, contribuições previdenciárias, pensões alimentícias e também os valores de imposto retido sobre a fonte;
– Rendimentos isentos e não tributáveis – nesta categoria entram indenizações de trabalho por rescisão ou acidente de trabalho, por exemplo;
– Rendimentos sujeitos a tributação exclusiva – bônus, PLR e outros tipos de bonificações entram nessa categoria;
– Também devem ser informadas, se tiver, para ser excluída e considerada como gasto: despesas com ação judicial;
– Também devem ser informadas, se tiver, para ser deduzida – e o declarante pagar menos impostos: pensão alimentícia.
Isso pode variar conforme a finalidade e negócio da empresa que o emitiu. No geral, as “categorias” de ganhos acompanham as classificações que constam na declaração do Imposto de Renda.
Fonte: Contábeis

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Back To Top

Assessoria Contábil e Jurídica na Área Trabalhista

Visando um atendimento personalizado em matérias preventivas, para questões de direitos individuais e coletivos, como também contencioso administrativo e judicial.
 
Rotinas trabalhistas e previdenciárias 
 
Análises das principais rotinas trabalhistas e previdenciárias, contemplando revisão de procedimentos burocráticos referentes à aplicação da legislação, com base na documentação e nos controles internos da empresa.
 
Controle de benefícios
 
Revisão dos controles internos e gerenciamento de riscos ligados à administração de benefícios como Vale-Transporte, Vale-Refeição, Assistência Médica, Reembolso Estudantil, etc.
 
Controle de mão de obra terceirizada e retenção previdenciária (INSS)
 
Conferência e análise de procedimentos do controle da documentação de terceiros, bem como análise das retenções previdenciárias.
 
Revisão de outras contratações
 
Conferência e análise de procedimentos para a contratação de estagiários, temporários, cooperativas, autônomos, pessoas jurídicas (PJ), representantes comerciais, corretores e outros profissionais não celetistas.

Assessoria Empresarial e Administrativo

Atuamos de forma consultiva e preventiva, assessorando em questões jurídicas empresariais e comerciais, elaborando e analisando diversos tipos de contratos.
  • Assessoria em processos de licitação e procedimentos administrativos em geral e revisão e análise de contratos administrativos;
  • Assessoria preventiva e contenciosa envolvendo a administração pública, no âmbito administrativo e judicial;
  • Acompanhamento de projetos de lei, audiências públicas e debates sobre temas de interesse;
  • Consultoria e assessoria junto aos órgãos governamentais, autarquias, agências, entidades de conselho de classe e demais órgãos reguladores;
  • Elaboração de pareceres e de memorandos sobre aspectos regulatórios e administrativos;
  • Realização de auditorias legais para investigar e apurar contingências regulatórias e administrativas.

Assessoria Contábil e Jurídica na Área Tributária

Impugnações administrativas; recuperação de tributos pagos a maior; ações anulatórias de lançamentos fiscais; ações declaratórias, mandados de segurança.
  • Consultoria Tributária; 
  • Acompanhamento legislativo de questões tributárias; 
  • Due diligence (aspectos tributários em operações societárias); 
  • Planejamentos tributários.